Notícia

Novos tribo-polímeros da igus para o contato com alimentos
Ver mais notícias Página inicial
 Resistência a substâncias químicas, isenção de lubrificação e corrosão: estes são os requisitos que os componentes das máquinas na indústria alimentícia precisam atender hoje. Para poder identificar rapidamente peças quebradas em caso de danos no sistema, a igus desenvolveu agora dois novos materiais oticamente e magneticamente detectáveis para as suas buchas autolubrificantes e esféricas: o iglidur FC180 e o igumid FC. Os materiais estão em conformidade com as regulamentações da FDA e UE 10/2011 e são, portanto, ideais para uso na indústria alimentícia.

A detecção de corpos estranhos desempenha um papel importante na produção e embalagem de alimentos para garantir a perfeita qualidade dos produtos e evitar contaminação. Por isso, a igus desenvolveu agora o material de bucha autolubrificante tribologicamente otimizado iglidur FC 180 (FC = “food contact, contato com alimentos”) especificamente para o contato com alimentos. O novo material é visualmente detectável por sua cor azul, bem como por detectores de metais, devido à inclusão de aditivos apropriados e compatíveis com alimentos. Desta forma, peças quebradas podem ser rapidamente detectadas e removidas em caso de danos no sistema. Como resultado, a pureza do produto é garantida e recalls de produtos (que custam caro para as empresas) são evitados. O novo material está em conformidade com as especificações da FDA e do Regulamento da UE 10/2011 e pode, portanto, ser usado em contato direto com alimentos. “Sua baixa absorção de umidade e propriedade livre de lubrificação são critérios adicionais que falam em favor da adequação ideal do material em aplicações nas indústrias de tecnologia de alimentos, bebidas e embalagem”, explica Lars Braun, Chefe de Gerenciamento da Indústria de Embalagem da igus.

Detectabilidade de metal também para buchas esféricas igubal

Na gama de buchas esféricas igubal, o especialista em motion plastics conta agora com um novo material detectável. Com o material de alojamento igumid FC em combinação com o iglidur FC180 como material de esfera, agora a igus tem pela primeira vez buchas igubal auto-ajustáveis, aprovadas para o contato direto com alimentos. A excelente detectabilidade dos materiais também foi confirmada pela Sesotec GmbH, especialista em detecção de corpos estranhos e fabricante de detectores de metais para a indústria alimentícia. Mesmo os menores fragmentos de 0,0139 g (iglidur FC180) ou 0,0157 g (igumid FC) ainda podem ser identificados em uma correia transportadora ao passar pelo detector de metais INTUITY. As novas buchas amortecedoras de vibrações são resistentes à corrosão e a meios à sua base de polímero, permitindo que suportem a limpeza com água e muitos agentes de limpeza. Como resultado, os fabricantes e operadores de equipamentos na indústria alimentícia podem agora equipar rapidamente e facilmente as suas máquinas com uma vasta gama de soluções de buchas da igus, poupando o dobro. Isto porque as buchas autolubrificantes de plástico não precisam de manutenção e são muito mais econômicas que soluções que consistem em buchas de aço inoxidável com lubrificantes de grau alimentício.

(Fonte: Rebeca Tarragô/Marketing igus Brasil)

Endereço
Rua Vicente da Fontoura, 2629 | Bela Vista
CEP 90640-003
Porto Alegre | RS
Telefones
(51) 3062.4569
(51) 3062-7569
Siga-nos